sábado, 20 de fevereiro de 2016

Dependentes químicos participam de audiências

Intimados pelo Juizado Especial Criminal (Jecrim), dependentes químicos compareceram ontem à audiência coletiva voltada para pessoas que respondem processos na Justiça por envolvimento com drogas. A finalidade é viabilizar alternativas à punição de pequenos delitos, como uso e porte de entorpecentes.

Ao todo, foram emitidos 150 mandados de intimação. A audiência vem ao encontro com a Lei 9.099/95, que trata sobre os Juizados Especiais e que prevê, para delitos de menor potencial ofensivo, pena de até dois anos de prisão. “Então, fazemos a audiência coletiva que tem o objetivo de resgatar e buscar o tratamento dessas pessoas”, informou o juiz titular do Jecrim, Mário Roberto Kono de Oliveira.

Uma das intenções é ajudar essas pessoas que comparecem às audiências e sensibilizá-las para que vejam os malefícios que as drogas trazem, não apenas para a vida delas, mas também para os familiares.

Para isso, o Jecrim conta com a parceria de instituições, como Alcoólicos e Narcóticos Anônimos, Amor Exigente, Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) Adauto Botelho, que ajudam no tratamento e auxiliam os familiares a saberem como lidar com a situação.

Isso porque, em se tratando de dependência química, é importante o acompanhamento familiar para que a recuperação dos dependentes realmente aconteça e também porque todos os membros da família costumam ser são afetados uma vez que os atos praticados pelo usuário de drogas podem levar a diversos problemas ou consequências irreparáveis.

Assim, o trabalho voltado aos dependentes, dentro do Juizado Criminal, é por meio de apoio psicossocial e de acordo com a necessidade de cada pessoa. “Ainda vou ver como vai ser, mas acho que vai ser bom para mim. Vou tentar resolver a minha situação”, disse um dos rapazes intimados enquanto aguardava o início da audiência e que preferiu não divulgar o nome.

O jovem diz que é usuário de maconha e reconhece que já foi preso por porte de drogas. “É a primeira vez que participo da audiência e espero encontrar ajuda”, disse. Da audiência, os intimidados são encaminhados para atendimento psicológico, tratamento ambulatorial ou internação nos casos mais graves e de acordo com a necessidade de cada pessoa.

Kono alerta ainda que a sociedade em geral, bem como as autoridades públicas, precisam lidar com mais seriedade e intensificar as ações de prevenção contra o uso abusivo de álcool e outras drogas. Se não houver essa preocupação e seriedade por parte de todos, a tendência é o aumento do consumo de entorpecentes e, consequentemente, da violência. 

Nenhum comentário:

Quem somos

Minha foto
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro - RJ, Brazil
Trabalhos voltados à Atenção Primária, Secundária e Acessoria em Dependência Química. E-Mail:dubranf@gmail.com

Drogas

Loading...

Pesquisar este blog

Como você vê a dependência química?

Arquivo do blog

Bibiliografia Sugerida

  • Alcoólicos Anôninos (Livro Azul)
  • Isto Resulta - Como e Porque (NA)
  • Viver Sóbrio

Beautiful Pictures of Campfires

Filmografia Sugerida

  • 28 Dias
  • Bicho de sete cabeças
  • Despedida em Las Vegas
  • Quando um Homem ama uma Mulher

PARA QUE ISSO?

PARA QUE ISSO?
A imagem diz tudo

LUTO

LUTO
A CIDADE ONDE NASCI FOI DESTRUIDA, MAS AINDA TÁ LÁ.